Inflação, ao contrário do que disse um “franguinho” de terno na Globo News com seu copinho do Starbucks, não é subida de preços. Este é o efeito. Inflação é a expansão fraudulenta dos meios monetários.

Larápios engravatados falam sobre ela do alto dos seus inúteis diplomas de economia, não mais embasado que um garoto de 10 anos falando sobre sua experiência como estadista e comandante após ter ganho uma partida de Sid Meyer’s Civilization V contra o amiguinho.

O povo se intimida diante do discurso inflacionista destes doutores em nada e esquecem de usar a sabedoria natural. Por que você acha que imprimir papel com tinta ajuda a economia em alguma coisa?

Façamos um guia rápido para ajudar o cidadão comum a entender o que é a inflação

1) Se uma fada fizer surgir um saco com 1 milhão de reais na sua casa, você ficará rico.

2) Isso não aumenta a quantidade de médicos, alimentos, livros, tratores, casas, iphones, gasolina, calçados e quartos de hotel. Apenas Aumenta o seu poder de compra, enriquece marginalmente os primeiros a venderem algo pra você; e empobrece marginalmente todo o resto da humanidade ao aumentar a carestia e desvalorizar os encaixes em posse do público.

3) Pense novamente no item 2. Você gostaria que um saco com 1 milhão de reais aparecesse na casa de alguém do outro lado da cidade? O dinheiro da sua carteira valerá menos e os produtos que vocês compram aumentarão de preço.

4) O governo faz exatamente isso. Imprime dinheiro pra financiar seus projetos de expansão e seus amigos lobbystas, banqueiros e corporativistas. Políticos, grandes bancos e corporações são os primeiros players a colocar a mão no dinheiro. Assalariados e aposentados são os últimos. O ganho de poder de compra dos amigos do governo é compensado pela perda do poder de compra do povo. É o chamado Efeito Cantillon.

5) E não é só isso. A distorção dos preços relativos provocada pela inflação leva empresários a calcular errado o preço do capital, a prever errado a demanda e a estimar errado a taxa de juros. É isso que gera as crises e os ciclos de boom e recessão. Não é o capitalismo.

6) A inflação impede ainda que o cidadão comum seja financeiramente independente. O suor do seu trabalho tem seu valor roubado pelo governo ao longo do tempo, de forma que seus ganhos degenerem. Os cidadão são compelidos ao consumo em detrimento da poupança, acarretando uma sociedade ansiosa e gastadora, com custos de vida cada vez maiores. As pessoas não podem se dar ao luxo de investir em si mesmas, em desfrutar de mais lazer e de se aposentar mais cedo, pois trabalham horas e horas apenas pra compensar os efeitos inflacionários.

7) Não existe, como disse Lysander Spooner, uma inflação de preços relativa a uma moeda sólida como o ouro. O que existe é a depreciação do papel moeda forçadamente imposto por um estado.

Podemos agora responder o que é realmente a inflação. Ela é

I) Um imposto covarde (Thomas Sowell)

II) Uma perversidade econômica que reverte a tendência pacificadora da economia de mercado para uma guerra fraticida pelos ganhos de curto prazo (Paulo Kogos)

III) Uma ferramenta de distorção do senso da realidade (Thomas Mann)

IV) O ópio do povo (Henry Hazzlit)

V) Um vício que se “retroalimenta” (Elias Caneti)

VI) Um contra-senso oposto à natureza poupadora do impulso civilizatório (Paulo Kogos)

VII) A principal matéria da engenharia social (Paulo Kogos)

VIII) Uma forma sorrateira de confiscar a riqueza do povo (Keynes (sim, Keynes, ele era um calhorda mas não era burro. Burros são os keynesianos)

IX) A inflação é uma importante engrenagem nas maquinações totalitárias dos governos (Ludwig von Mises)

X) A inflação é uma panacéia que traz prosperidade ilusória e ruína real e permanente, sendo assim um refúgio para oportunistas (Ernest Hemingway)

Mas se você não tiver saco de ler este post, apenas veja esta foto do ano 2000 e lembre-se:

A diferença de preços entre este panfleto e hoje foi parar no bolso dos políticos e ministros com esse discursinho nojento de “metas de inflação”, “tripé macroeconômico”, “Aquecimento da Demanda”, “Paradoxo da Poupança”…

Isso é tudo conversa mole para te roubar!

 

Autor: Paulo Kogos